Distribuidoras

Atuações da Equipe Regulatória na área de Logística e Distribuição

Consultoria para Adequação e Regularização de Empresas em:

Alimentos, Cosméticos,  Insumos Farmacêuticos, Medicamentos, Produtos para a saúde (correlatos) e Saneantes.

Orientação, montagem e acompanhamento de processos para Obtenção da Autorização de Funcionamento.

Análise in-locco, chek-list e relatórios de não conformidades:

Acompanhamento técnico e orientação na adequação entre outras, das áreas de  recebimento, conferência, armazenamento, separação de pedidos, expedição, quarentena e produtos segregados;

Paletização e logística no armazenamento;

Automatização dos processos;

Colaboração na indicação de fornecedores;

Acompanhamento de Laudos da Visita Fiscal no Estabelecimento e atendimento de possíveis exigências.

POPs  - Procedimentos Operacionais Padrão observando:

necessidades para garantir a qualidade, eficácia e segurança dos produtos;

a realidade da empresa;

treinar dos envolvidos;

automatização dos processos;

controle dos processos;

facilidade no controle organizacional dos processos pela Diretoria;

praticidade nos controles de estoque, evitando desvios;

minimização de quebras e avarias e vencimentos.

Certificados da Companhia de Saneamento Ambiental

Certificados de Sanitização

Laudo Técnico de Avaliação

Manual de Higienização

Manual de Boas Práticas

Clique aqui para obter Manuais e Procedimentos Operacionais

para todas as atividades de sua empresa

A importância na Regularidade e Adequação de Empresas em Distribuição:

          A importância na adequação das empresas em Distribuição visa o fornecimento de produtos seguros, isto é; que possam ter garantidas a sua eficácia, qualidade e segurança. Devem ser observados pontos críticos nos quais destacamos  a  Notificação, Cadastramento, ou Registro dos produtos que são distribuídos; as condições de Armazenamento e Transporte que garantam a segurança e qualidade dos produtos, os controles, a qualificação dos fornecedores, bem como a necessidade de uma avaliação do cumprimento das Normas, a partir do Responsável Técnico habilitado e Treinado para o exercício das Funções, o que pressupõe que a Empresa deve investir em Cursos e Treinamentos.

          A contratação de consultorias experientes, termina sempre com um grande aprendizado para o Responsável Técnico da contratante que acaba sendo treinado “in locco” e de acordo com a realidade e especificidade de cada empresa.

          No que se refere à escolha dos fornecedores e a necessária qualificação para o fornecimento dos produtos, observamos entre outras, a Regularidade Sanitária das Empresas,  as Certificações, as condições de Transporte e Armazenamento.

          Saliente-se que a Portaria 802/98 coloca como solidárias todas as empresas que atuarem desde a Fabricação até a entrega do produto ao seu destino final. A Legislação  considera também que  importar, fracionar,  embalar, reembalar, armazenar ou distribuir produtos sob Vigilância Sanitária, só poderá ser feito por empresas com autorização do Ministério da Saúde, específica para cada uma das  atividades que exercer.

          Vários foram os casos de empresas que tiveram problemas com a ANVISA por terem autorização para importação, mas não para fracionar. Ou Autorização para importar e não para exportar.  A empresa deve estar atenta às suas autorizações e evitar a prática de qualquer atividade antes da obtenção de Autorização de Funcionamento por parte da ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

As empresas que fazem a Distribuição de Medicamentos ou Produtos em suas embalagens originais, isto é; conforme são recebidos da Indústria, devem preservar os padrões de qualidade e eficácia  afim de que todo o controle de qualidade não termine nos portões do fabricante.

          Na área de Medicamentos, as que distribuem matérias-primas também contam com áreas separadas, porém num aspecto mais amplo e detalhado, lembrando numa planta fabril. Apresentam setores bem distintos de projetos e desenvolvimento, produção, aquisição, controle da qualidade, armazenamento, fracionamento, distribuição, expedição, transportes, inspeções, gerenciamento de resíduos, processos, comercialização.

          A obediência e o cumprimento às Normas da ANVISA trazem além dos benefícios da Garantia da Saúde ao usuário, enormes vantagens quanto à racionalização dos processos da empresa.

Dr. Walter Valtingojer – Farmacêutico – CRF-SP 23.962